Folha mira no calcanhar de aquiles de Haddad

Reportagem publicada neste domingo sublinha todos os problemas do Exame Nacional do Ensino Mdio (Enem), que ser "vidraa" de sua candidatura em So Paulo

Folha mira no calcanhar de aquiles de Haddad
Folha mira no calcanhar de aquiles de Haddad (Foto: Divulgação)

247 - Menos de uma semana depois de noticiar que Fernando Haddad usou jatos da FAB para transportar família, a Folha de S. Paulo volta a mirar Fernando Haddad, candidato do PT à Prefeitura de São Paulo. Reportagem publicada neste domingo, 19, faz um balanço de todos os percalços no Exame Nacional do Ensino Médio. O Enem é considerado o calcanhar de Aquiles da candidatura do ex-ministro da Educação.

A Folha relembra a realização do exame em 2009 por uma empresa inexperiente - o consórcio Connase. O teste acabou vazando e precisou ser aplicado novamente. O problema foi, na verdade, da gráfica Plural. Um ano depois, foram as provas e cartões que saíram com erros. O MEC precisou reaplicar os testes para 0,1% dos candidatos.

No ano passado, alunos de uma escola de Fortaleza tiveram acesso a 14 questões do exame. O MEC fez o possível para tratar o problema como pontual e até contou com a ajuda da Advocacia Geral da União para "localizar" no Ceará o "desvio".

Segundo a Folha, Haddad "terá de vender a imagem de um administrador eficiente, o que não combina com o histórico de problemas do Enem". O candidato do PT a prefeito de São Paulo deve, contudo, ressaltar como os problemas foram pontuais em um modelo de avaliação bem-sucedido no exterior e que, aos poucos, vai se consolidando no Brasil.

Qual imagem de Haddad deve sobressair?

A apontada pela Folha, de administrador que não foi eficiente por causa do "histórico de problemas do Enem", ou de gestor ousado por acreditar no potencial inclusivo do Enem?

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247