Força do Brasil surpreende até Dilma "Dinamite"

De volta dos Estados Unidos, onde abriu a Assembleia Geral da ONU, a presidente relata satisfao por saber que a fora do nosso pas est sendo cada vez mais respeitadas l fora

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A presidente Dilma Rousseff afirmou, no programa de rádio "Café com a Presidenta" que foi ao ar hoje, ter se sentido honrada em discursar quarta-feira passada na abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. Dilma destacou o respeito que as posições brasileiras vêm ganhando no exterior e defendeu a necessidade de envolver todos os países na busca de uma saída para crise econômica internacional.

"Eu estava representando ali o Brasil, um país que vem tendo cada vez mais destaque no cenário internacional", afirmou, de acordo com a íntegra do programa publicada pelo Blog do Planalto. "A força do nosso país e as opiniões do nosso povo estão sendo cada vez mais respeitadas lá fora."

Dilma lembrou que abordou a crise financeira mundial em seu discurso. "Falei da crise econômica internacional porque o mundo vive um momento muito delicado", comentou. "É uma crise financeira que nasceu nos países mais ricos e está deixando milhões e milhões de desempregados em todo o mundo, em especial nos países mais ricos. A posição defendida pelo Brasil na ONU é de que a saída para a crise econômica mundial deve ser discutida por todos os países juntos."

O discurso de abertura do encontro da ONU é tradicionalmente reservado ao Brasil, mas Dilma foi a primeira mulher da história a abrir uma Assembleia Geral das Nações Unidas. A presidente salientou que "os caminhos para a participação da mulher estão cada vez mais abertos no mundo inteiro", mas avaliou que ainda há muito o que avançar. "A ONU Mulheres, liderada pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, é um passo importante para coordenar as ações e políticas de apoio às mulheres em todo o mundo", afirmou.

Ouça o programa Café com a Presidenta clicando aqui

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247