Freixo explica escolha na votação do pacote de Moro: 'tiramos a pior parte'

"Só havia duas opções na votação do Pacote Moro: aprovar o texto alternativo, que derrubou as medidas mais desastrosas do ministro, como a excludente de ilicitude, ou aprovar o texto original, cheio de aberrações. Votamos pra derrotar os abusos do ministro", diz o deputado do PSOL (vídeo)

Deputado Marcelo Freixo e ministro Sergio Moro
Deputado Marcelo Freixo e ministro Sergio Moro (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) explicou em vídeo publicado em suas redes sociais a escolha feita pelos deputados - e por ele, que vem sendo criticado pelo voto - contrários ao pacote 'anticrime' do ministro da Justiça, Sergio Moro, na noite desta quarta-feira 4.

A proposta aprovada por 408 votos excluiu as principais propostas do projeto de Moro, como o excludente de ilicitude (licença para matar) e outras medidas que, segundo especialistas que acompanharam o debate, levariam ao aumento da violência policial e criariam um 'Estado penal', como definiu Freixo.

"Só havia duas opções na votação do Pacote Moro: aprovar o texto alternativo, que derrubou as medidas mais desastrosas do ministro, como a excludente de ilicitude, ou aprovar o texto original, cheio de aberrações. Votamos pra derrotar os abusos do ministro", postou o parlamentar do PSOL. 

"Tiramos a pior parte do pacote de Moro", diz ele no vídeo. "Se nós perdêssemos a votação desse texto alternativo, votaríamos o texto original", lembrou.

Mesmo com a derrota, Moro celebrou a votação: "A Câmara aprovou o projeto anticrime do Gov Fed, unificado com propostas do Ministro Alexandre de Moraes. Há avanços importantes. Congratulações aos deputados.Há necessidade de algumas mudanças no texto. Continuaremos dialogando com CN, para aprimorar o PL".

Assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247