Garibaldi também foi ver jogo com avião da FAB

Ministro da Previdência Social foi até o Maracanã no fim de semana para assistir à final da Copa das Confederações; ele voou de Brasília para Fortaleza, a fim de cumprir agenda oficial, e depois, em vez de voltar para a capital federal, pediu para que a aeronave o deixasse no Rio de Janeiro; "Me senti no direito de o avião me deixar onde eu quisesse ficar", justificou Garibaldi Alves

Garibaldi também foi ver jogo com avião da FAB
Garibaldi também foi ver jogo com avião da FAB (Foto: Pedro Ladeira/ FOLHAPRESS/4847)

247 – O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, também usou um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para assistir a um jogo da seleção brasileira. Denúncias da imprensa nos últimos dias apontaram que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, usaram a aeronave da FAB para compromissos pessoais. Com exceção de Renan, que foi a um casamento, todos foram ver um jogo da seleção.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, Garibaldi partiu de Brasília no último domingo rumo a Fortaleza (CE), onde tinha agenda oficial na cidade de Nova Morada. Depois do compromisso, que acabou pela manhã, o ministro pediu para que a aeronave o deixasse no Rio de Janeiro, ao invés de retornar à capital federal. O ministro assistiu à partida entre Brasil e Espanha no Estádio do Maracanã, pela final da Copa das Confederações.

Em entrevista à Folha, Garibaldi justificou que não iria passar o fim de semana em Natal, sua terra. Caso fosse voltar a Brasília, teria optado por lá, segundo ele. Mas havia programado ir ao Rio. Fui para passar o fim de semana e ver o jogo", disse. "Me senti no direito de o avião me deixar onde eu quisesse ficar", acrescentou. Segundo ele, que ganhou ingresso do Ministério do Esporte, o pedido para que ele fosse deixado no Rio foi feito com antecedência.

No final desta manhã, o ministério da Previdência Social divulgou nota esclarecendo que o uso do avião da FAB por Garibaldi foi "devidamente informado" e que ele precisou usar a aeronave por conta do compromisso oficial em Morada Nova. Segundo a nota, o ministro "possuía passagem comprada" para passar o final de semana no Rio e que na segunda-feira retornou a Brasília "em avião comercial, às suas expensas".

Leia abaixo:

Nota de esclarecimento

O Ministério da Previdência Social esclarece que o ministro Garibaldi Alves Filho necessitou usar aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), na última sexta-feira, 28 de junho, em decorrência de compromisso oficial no município de Morada Nova (CE), a inauguração da Agência da Previdência Social naquela cidade. O Comando da Aeronáutica foi regularmente informado acerca do itinerário da viagem, nos termos previstos no art. 3º do Decreto n.º 4.244/2002. Ressalte-se que o ministro possuía passagem comprada, em avião comercial, para se deslocar na mesma data, para o Rio de Janeiro, onde passaria o final de semana. Ao final da cerimônia oficial no Ceará, em vez de retornar a Brasília, ou mesmo a Natal, como lhe facultava o art. 4º do Decreto n.º 4.244/2002, a aeronave da FAB o levou diretamente ao Rio de Janeiro. Esclarece-se ainda que o ministro retornou a Brasília na segunda-feira, 01 de julho, como anteriormente já programado, em avião comercial, às suas expensas.

Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Previdência Social

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247