Garotinho contra a união gay

Deputado carioca lidera protesto contra deciso do STF que reconheceu a unio homoafetiva e diz que a "famlia merece respeito"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rodolfo Borges_247, de Brasília – O deputado Anthony Garotinho (PP-RJ) liderou, na tarde desta quarta-feira, 11, uma manifestação contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de reconhecer a união homoafetiva como entidade familiar, tomada na semana passada. Garotinho anunciou o protesto em Plenário, durante as discussões sobre o novo Código Florestal, e puxou, ao microfone, as palavras de ordem repetidas por cerca de 20 parlamentares no Salão Verde: “a família merece respeito, o Congresso é que faz a lei”. O grupo de parlamentares deliberou brevemente sobre o melhor grito de guerra minutos antes na entrada do Plenário.

“Ou o Congresso se impõe ou vamos virar pessoas que não merecem respeito”, disse Garotinho ao microfone, antes de liderar seus colegas, entre eles o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), pelo Salão Verde. O protesto também teve o apoio de Jair Bolsonaro (PP-RJ). Alguns dos deputados, em maioria membros da Frente Evangélica, carregavam folhas de papel com a inscrição “STF atropela o Congresso Nacional”. Para Garotinho, o STF não tem o direito de criar um novo conceito de família. “A família prevista na Constituição é entre homem e mulher”, disse.

Questionado sobre a demora do Congresso Nacional para avaliar a união homossexual, o deputado disse que a falta de agilidade não pode servir de argumento para que o STF legisle e lembrou que o Estatuto da Família tramita no Congresso. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou em dezembro passado o projeto de lei que cria o estatuto, e os deputados retiraram do texto o dispositivo que reconhecia a união entre pessoas do mesmo sexo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email