Geddel, o boca de jacaré, ameaça delatar Temer

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito de Michel Temer e foi flagrado com malas de R$ 51 milhões, deve delatar; esta seria sua única saída e familiares do ex-ministro, que era chamado de "boca de jacaré" por Lúcio Funaro, começam a se afastar do Palácio do Planalto

Geddel Michel Temer
Geddel Michel Temer (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito de Michel Temer e foi flagrado com malas de R$ 51 milhões, deve delatar.

Esta seria sua única saída e familiares do ex-ministro, que era chamado de "boca de jacaré" por Lúcio Funaro, começam a se afastar do Palácio do Planalto.

As informações são da coluna de Lauro Jardim no Globo: 

A entourage do Palácio do Planalto tem estranhado o afastamento dos familiares de Geddel Vieira Lima.

Afrísio Filho, irmão de Geddel, pediu em julho o desligamento da Fundação Ulysses Guimarães, onde exercia o cargo de tesoureiro.

O outro irmão, Lúcio Vieira Lima, também anda sumido. Desde que o bunker de Geddel foi descoberto, Lúcio não atende nem telefone.

Para auxiliares de Michel Temer, o afastamento é sinal da intenção de Geddel Vieira Lima de iniciar tratativas para uma delação premiada.

Após ter visto frustrada sua tentativa de garantir o silêncio do doleiro Lúcio Funaro, avaliam auxiliares palacianos, Geddel viu como única alternativa contar o que sabe.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247