Genial/Quaest: 83% dos eleitores querem que Bolsonaro reconheça resultado das eleições

Entre os apoiadores de Bolsonaro, 68% disseram que ele deve reconhecer o resultado

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - A pesquisa Quaest, contratada pela Genial Investimentos e divulgada nesta quinta-feira (4), aponta que 83% dos brasileiros querem o reconhecimento do resultado da eleição de outubro por Jair Bolsonaro (PL), responsável por ameaças de golpe. De acordo com os números, 11% disseram que ele não deve concordar com a apuração final, e 6% não souberam responder. Entre os apoiadores de Bolsonaro, 68% disseram que ele deve reconhecer o resultado, 25% querem que ele não aceite o resultado, e 7% não souberam responder. Os dados foram publicados nesta quinta-feira (4) pelo portal Uol

Sobre a reunião de Bolsonaro com embaixadores, no último dia 18, quando ele criticou o processo eleitoral, 41% dos entrevistados disseram que diminuem as chances de votar no ocupante do Planalto após o encontro; 26% viram aumentar a possibilidade de voto no pré-candidato; 31% afirmaram que não faz diferença e 2% não souberam ou não responderam. 

Foram entrevistados 2.000 eleitores de forma presencial entre 28 e 31 de julho. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-02546/2022.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email