Genoino é transferido para o Sírio-Libanês, em SP

De manhã, fortes dores no peito levaram o deputado federal José Genoino (PT-SP), de 67 anos, à Santa Casa de Ubatuba; o deputado ficou em observação durante todo o dia, fez diversos exames, que deram negativo para infarto, e foi encaminhado para a capital, onde deverá passar por exames mais específicos

Genoino é transferido para o Sírio-Libanês, em SP
Genoino é transferido para o Sírio-Libanês, em SP (Foto: Zeca Ribeiro_)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Jungmann
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O deputado José Genoino (PT-SP) segue, neste momento, de ambulância, de Ubatuba, no litoral paulista, para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Hoje (24), de manhã, fortes dores no peito, Genoino, de 67 anos, procurou a Santa Casa de Ubatuba.

O deputado ficou em observação durante todo o dia, fez diversos exames, que deram negativo para infarto, e foi encaminhado para a capital, onde deverá passar por exames mais específicos.

Segundo assessores do deputado, ele seguiu para São Paulo acompanhado pela família. A previsão, a princípio, é que Genoino não necessite ficar internado no Sírio-Libanês. De acordo com os assessores, ao tomar a ambulância, ele já se sentia melhor, embora ainda com algumas dores, e chegou a conversar por telefone com membros de sua equipe.

No ano passado, José Genoino passou por exame de cateterismo para o desentupimento de uma artéria.

O deputado já foi presidente do PT e líder do partido na Câmara dos Deputados. Atualmente, é um dos membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Edição: Nádia Franco

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247