Gleisi: Bolsonaro é nacionalista para a Europa e entreguista para os Estados Unidos

Deputada federal e presidente nacional do PT avaliou, em entrevista à TV 247, a relação entre as queimadas na região amazônica e a soberania nacional, ressaltando ser contra a gestão internacional da floresta. A parlamentar também falou sobre sua disputa à reeleição para presidente do partido. Assista

247 - A deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), falou à TV 247 sobre o crescimento das queimadas na floresta amazônica e se declarou contra a gestão internacional da região, sugerida pelo presidente francês, Emmanuel Macron. Ela também criticou o caráter entreguista de Bolsonaro quando se trata de conversas com o governo norte-americano e comentou a disputa para a presidência do partido, na qual concorre à reeleição pela tendência majoritária da sigla, Construindo um Novo Brasil (CNB).

Na entrevista, Gleisi classificou como absurda a ideia de uma possível gestão internacional da Amazônia, que afetaria a soberania brasileira. “Nós temos que lutar pela soberania, o Brasil é um país imenso, rico, territorialmente grande, com muito consumo interno, nós temos que cuidar dos nossos bens. A questão da Amazônia é essencial, nós somos terminantemente contra a internacionalização da Amazônia, não concordamos com essa proposta do Macron, não. É um absurdo, seria uma intervenção de outro país aqui”.

Em contrapartida, ela ressaltou a importância e a responsabilidade do Brasil em proteger a floresta que, segundo ela, é um diferencial nas relações de comércio do país. “Nós temos que ser responsáveis pelo nosso patrimônio ambiental porque ele é um diferencial inclusive nos nossos interesses comerciais. Hoje o mundo quer produtos que sejam sustentáveis. O agronegócio brasileiro só vende bem lá fora porque conseguiu um selo ambiental. O Bolsonaro agora está desconstruindo isso”.

A deputada ainda criticou o posicionamento ambíguo de Bolsonaro em relação à defesa do Brasil frente à Europa e aos Estados Unidos. “É engraçado o Bolsonaro porque ele faz um discurso nacionalista em cima da Europa, mas é totalmente entreguista com os Estados Unidos. Ou seja, o nacionalismo dele é um nacionalismo que tem pesos e medidas, é seletivo, é fake news. Ele tinha que falar grosso com os Estados Unidos”.

Gleisi lembrou que Bolsonaro já prejudicou inclusive relações comerciais brasileiras em favor dos Estados Unidos. “Os países desenvolvidos só são desenvolvidos porque ousaram em defender sua soberania, suas empresas, seu território, suas riquezas, ninguém saiu entregando. Os Estados Unidos fazem políticas para eles ao custo dos outros. O Brasil hoje vai se submetendo a fazer uma política em defesa dos interesses americanos, chegando ao ponto de abrir mão de relações comerciais com outros países para agradar os norte-americanos, isso é um absurdo”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247