Guilherme Leal, da Natura, cria sua própria Rede

Candidato a vice de Marina Silva em 2010, além de principal doador de sua campanha, empresário distancia-se cada vez mais da antiga aliada, hoje com Eduardo Campos, ao criar a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade; organização seleciona seus líderes, entre eles, aliados e principais articuladores da ex-ministra

Candidato a vice de Marina Silva em 2010, além de principal doador de sua campanha, empresário distancia-se cada vez mais da antiga aliada, hoje com Eduardo Campos, ao criar a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade; organização seleciona seus líderes, entre eles, aliados e principais articuladores da ex-ministra
Candidato a vice de Marina Silva em 2010, além de principal doador de sua campanha, empresário distancia-se cada vez mais da antiga aliada, hoje com Eduardo Campos, ao criar a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade; organização seleciona seus líderes, entre eles, aliados e principais articuladores da ex-ministra (Foto: Gisele Federicce)

247 – Aliado incondicional da ex-senadora Marina Silva, de quem foi candidato a vice-presidência nas eleições de 2010 e principal doador de sua campanha, o empresário Guilherme Leal, da Natura, distancia-se de vez da parceira ao criar sua própria rede – que não é a Rede Sustentabilidade, idealizada por Marina, ainda sem registro no TSE.

A Rede de Ação Política Pela Sustentabilidade (Raps) tem propostas diferentes do partido da ex-ministra do Meio Ambiente, afirma Leal. E, por isso, seguirá um caminho distinto nas eleições. "Continuo respeitando muito a Marina Silva. Entendo que a alternância de poder será positiva, mas não estarei na linha de frente dessa vez", disse ao jornal O Estado de S. Paulo.

Questionado sobre a possibilidade de aportes na chapa de Marina esse ano, que se candidata ao lado do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos pelo PSB, ele apenas responde: "o tempo dirá".

A Rede de Ação Política do empresário seleciona seus líderes. A ideia é formar um grupo de 50 pessoas em 2014, que passam por entrevistas e assistem a palestras. "É como um vestibular", define o ex-deputado Marcos Vinícius de Campos, do antigo PFL e hoje diretor-executivo da Raps. A organização já conta com 85 quadros políticos com potencial eleitoral, alguns já com mandato.

Entre os nomes da lista estão o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), o deputado Alfredo Sirkis (PSB-RJ), principal articular da Rede de Marina e forte aliado da ex-ministra, e o deputado Antonio Reguffe (PDT-DF). Dirigentes da Raps já chegaram a admitir que Marina Silva se inspirou na Raps de Guilherme Leal para nomear seu futuro partido.

Veja aqui a entrevista do Estadão com o empresário.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247