CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

Gurgel sugere que Dilma pode ser investigada

"A partir do momento em que surjam indícios do envolvimento de pessoa com prerrogativa de foro, a investigação tem que ser deslocada para o procurador-geral da República", disse ex-procurador-geral da República Roberto Gurgel, sobre o caso da polêmica compra da refinaria dos EUA pela Petrobras 

Imagem Thumbnail
Brasília - O Seminário Nacional de Probidade Administrativa termina hoje (1°), no auditório do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O encontro começou ontem (31) e é promovido pelo CNJ. O objetivo é avaliar a experiência dos 20 anos da Lei de Improbidade e (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ex-procurador-geral da República Roberto Gurgel afirma que Ministério Público poderá convocar a presidente Dilma Rousseff “se houver indícios de sua responsabilidade” na polêmica compra da refinaria dos EUA pela Petrobras.

"A partir do momento em que surjam indícios do envolvimento de pessoa com prerrogativa de foro, a investigação tem que ser deslocada para o procurador-geral da República", disse.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Gurgel vê o caso como "extremamente grave" e diz que a presidente poderia dar mais informações.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO