Haddad e Alckmin selam pacto eleitoral de segundo turno contra o PSDB em São Paulo

Os dois pretendem disputar o governo paulista e um apoiará o outro no segundo turno, numa aliança contra os tucanos

Fernando Haddad e Geraldo Alckmin
Fernando Haddad e Geraldo Alckmin (Foto: Brasil 247 | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – "Adversários do governador João Doria, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) discutem um pacto para a eleição ao governo de São Paulo em 2022 em que ambos devem ser candidatos. Alckmin já anunciou que pretende mudar de partido", informam os jornalistas Sérgio Roxo e Gustavo Schmitt, em reportagem publicada no jornal O Globo.

"Nos encontros, o ex-governador e o ex-prefeito se comprometeram com uma campanha limpa e também fizeram projeções sobre cenários de segundo turno. Foi aventada a possibilidade de ambos estarem na etapa final da disputa e de um dos dois enfrentar o atual vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB), candidato de Doria. Caso se confirme a segunda hipótese, a expectativa é que um conte com o apoio do outro", informam os repórteres.

"Sempre nos demos bem. Nos encontramos e combinamos de fazer uma campanha civilizada, torcendo para estarmos nós dois no segundo turno. Se não for possível, e o adversário for o candidato do Doria ou o do (Jair) Bolsonaro, espero que contemos um com o apoio do outro", disse Haddad. "Sempre me dei bem com Haddad. Ele foi prefeito e eu governador e tivemos relação respeitosa, de interesse público. Mas agora não tratamos de apoio político", pontuou Alckmin.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email