"Haddad está na frente em São Paulo, tem mais chances de aglutinar e vamos conversar com o PSB", diz Gleisi Hoffmann

Presidente do PT explicou por que o partido não vai abrir mão de Fernando Haddad em São Paulo

www.brasil247.com -
(Foto: Alessandro Dantas/PT)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – A presidente do Partido dos Trabalhadores, deputada Gleisi Hoffmann, explicou por que a legenda não pretende abrir mão de Fernando Haddad na disputa para o Palácio dos Bandeirantes. "É legítimo tanto o PT quanto o PSB colocarem os nomes na mesa. Mas temos que ver agora, se a gente tem o espírito da federação, qual é o melhor nome em cada estado. Isso passa pra você ver intenção de votos, o grau de conhecimento que tem a pessoa e se já governa aquele estado. Tem uma série de critérios que nós temos que colocar à mesa. De fato, em São Paulo o que a gente tem visto é o Haddad em primeiro lugar nas pesquisas, acho que tem uma capacidade maior de aglutinar. Mas vamos conversar com o PSB", disse ela, segundo reportagem de Gustavo Schmitt, no Globo.

Gleisi também explicou por que o PT apresentou o nome do senador Humberto Costa, em Pernambuco. "Acho legítimo o PSB ter um nome, mas pela ausência oferecemos um. De fato, eles (o PSB) têm que definir. Na nossa visão, Geraldo Júlio era o nome natural para fazer a sucessão lá. Então, como ele não foi ficou esse vácuo. O Humberto tem trânsito bom com o PSB e sempre teve junto", acrescentou.

Por fim, ela mencionou pontos da política econômica que devem ser alterados. "Está errada a política de preços da Petrobras.Está errada a política de preços de óleo, de gás. Não pode continuar assim. As privatizações que estão fazendo fatiadas da Petrobras. A possibilidade de privatizar a Eletrobras com a conta de luz nas alturas. As pessoas não estão aguentando", disse ela.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email