Heleno radicaliza: quer que Bolsonaro "convoque povo às ruas" contra Congresso Nacional

General-ministro do GSI, Augusto Heleno, defendeu nesta quarta-feira (19) que Jair Bolsonaro “convoque o povo às ruas” para afrontar o Congresso por causa do acordo que permite que os parlamentares controlem diretamente parte do orçamento. Para Heleno, o acordo é fruto de uma “chantagem” e o fato não deve ser aceito pelo governo

Jair Bolsonaro e General Augusto Heleno
Jair Bolsonaro e General Augusto Heleno (Foto: Carolina Antunes/PR)

247 - O general-ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) defendeu, nesta quarta-feira (19), que Jair Bolsonaro “convoque o povo às ruas” para afrontar o Congresso. Para Heleno, o acordo feito pelo também general e ministro da Secretaria de Governo, Eduardo Ramos, que permite que os parlamentares controlem parte do orçamento impositivo, é fruto de uma “chantagem” do Congresso e que o fato não deve ser aceito pelo governo. 

Segundo reportagem do jornal O Globo, Bolsonaro pediu cautela e teria solicitado que a sua articulação política buscasse costurar um novo acordo. Mais cedo, em um áudio vazado durante a cerimônia de hasteamento da bandeira no Palácio da Alvorada, Heleno afirmou que “não podemos aceitar esses caras (O Congresso) chantagearem a gente o tempo todo. Foda-se”. 

O temor do Planalto e seus aliados é que o protagonismo do Congresso acabe fazendo com que Bolsonaro governe por meio de um sistema parlamentarista, o que  tornaria a gestão “acuada” frente às pressões parlamentares. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247