Herman Benjamin deve tratar de eleição direta em voto no TSE

Voto do relator do processo que julgará a cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, que será proferido na próxima terça-feira 6, tratará também da possibilidade de realização de eleições diretas para presidência da República; ministro Herman Benjamin já deu indicações aos colegas de que vai defender a cassação da chapa, o que resultaria na queda de Michel Temer

Ministro Herman Benjamin durante sess�o plen�ria do TSE. Bras�lia-DF, 17/12/2015 Foto: Roberto Jayme/ASICS/TSE
Ministro Herman Benjamin durante sess�o plen�ria do TSE. Bras�lia-DF, 17/12/2015 Foto: Roberto Jayme/ASICS/TSE (Foto: Gisele Federicce)

247 - O ministro relator do processo que julgará a cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, Herman Benjamin, deverá tratar também da possibilidade de realização de eleições diretas para presidência da República, segundo reportagem do Valor Econômico.

O voto de Benjamin deverá ser proferido na próxima terça-feira 6. Ele já deu indicações aos colegas de que vai defender a cassação da chapa vitoriosa das eleições de 2014, o que resultaria na queda de Michel Temer do Palácio do Planalto.

A possibilidade de que o tema das eleições diretas fosse tratado no voto do relator surgiu nas últimas semanas, na esteira da decisão recente do tribunal que determinou a realização de um novo pleito no Amazonas, segundo o Valor.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247