CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

Humberto Costa rebate ataques

Associado à máfia dos vampiros, candidato petista à Prefeitura do Recife nega o ocorrido e aponta "interesse políticos"

Humberto Costa rebate ataques (Foto: Ana Claudia Volpe/Divulgação)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Paulo Emílio_PE247  - A revista IstoÉ desta semana traz uma nova matéria que poderá repercutir diretamente no seio da campanha do candidato petista à Prefeitura do Recife, Humberto Costa. De acordo com a reportagem,  o novo escândalo está ligado a estocagem de  plasma sanguíneo coletado em hemocentros de vários estado entre os anos de 2003 e 2005, período em que Humberto Costa esteve à frente do Ministério da Saúde. Costa nega as acusações e atribui o ressurgimento de fatos atribuídos a ele na chamada “máfia dos vampiros, a “interesses políticos”.  Ele informou já ter orientado sua equipe jurídica a processar a revista e o jornalista que assina a matéria por calúnia.

“Vamos processar a revista e o responsável pela matéria por insinuações que não existem. Eles sequer publicaram a minha defesa sobre o assunto. Eu fui ministro até 2005, como posso entrar nesta história quando o sangue esticado estragou em 2008? Só isso já diz muita coisa. Fui absolvido por 15 votos a zero desta história da máfia dos vampiros. Até o Ministério Público pediu minha absolvição. O único sentido que faz em ressuscitar  esta história, quando a reta final da campanha se aproxima,  é o viés político”, declarou.  Humberto Costa não quis comentar quem teria interesse em reaquecer este assunto durante o período eleitoral.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O petista disse que a sua situação é bem parecida com a do atual governador de Pernambuco e presidente do PSB , Eduardo Campos. “Sempre lembram da história de Eduardo e de Miguel Arraes com aquela caso dos precatórios, em uma história que não tem nada a ver. É jogo político sim”, afirmou. Apesar de acreditar no viés político, ele não acredita que a reportagem terá maiofres repercussões sobre a sua campanha.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO