Janot pede vista sobre resolução do MP que pode afetar a Lava Jato

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu nesta segunda-feira, 24, vista na votação de uma resolução do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) que pode afetar os trabalhos da operação Lava Jato; projeto discutido pelo CNMP limita em 10% a quantidade de procuradores que uma unidade do Ministério Público pode ceder para uma investigação de outra unidade; quando Janot pediu vista da proposta, o placar estava em 7 a 1 a favor da mudança; mesmo com ampla maioria, a resolução só poderá ser considerada aprovada quando Janot devolver o projeto ao plenário

18/03/2015- Brasília- DF, Brasil- Entrevista coletiva do procurador-geral, Rodrigo Janot (dir.) e com o procurador-geral da Suiça, Michael Lauber, sobre as investigações da Operação Lava Jato, em Brasília.
18/03/2015- Brasília- DF, Brasil- Entrevista coletiva do procurador-geral, Rodrigo Janot (dir.) e com o procurador-geral da Suiça, Michael Lauber, sobre as investigações da Operação Lava Jato, em Brasília. (Foto: Aquiles Lins)

247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu nesta segunda-feira, 24, vista na votação de uma resolução do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) que pode afetar os trabalhos da operação Lava Jato.

O projeto discutido pelo CNMP limita em 10% a quantidade de procuradores que uma unidade do Ministério Público pode ceder para uma investigação de outra unidade. 

Quando Janot pediu vista da proposta, o placar estava em 7 a 1 a favor da mudança. Mesmo com ampla maioria, a resolução só poderá ser considerada aprovada quando Janot devolver o projeto ao plenário.

Com o pedido de vista de Janot, a resolução ainda não é considerada aprovada, apesar de a maioria dos conselheiros já ter votado a favor.

Na abertura da sessão do CNMP, Janot criticou a resolução. Ele disse que não foi consultado sobre o texto e afirmou que a matéria, sem transição, prejudicaria, sim, a Lava Jato. Janot alegou que a operação necessita de especialistas e que as investigações precisam de mão-de-obra qualificada.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247