Jorge Viana destoa do PT e defende partido de Marina

Segundo o senador acreano, a Rede Sustentabilidade é um partido legitimado em movimentos sociais e que fará bem à democracia brasileira; ele condena ainda o acirramento da crise entre poderes e critica até a articulação política do governo Dilma; "eu comparo o PT à seleção brasileira: é tida como a melhor do mundo, mas, de vez em quando, joga como perna de pau e toma chocolate"

Jorge Viana destoa do PT e defende partido de Marina
Jorge Viana destoa do PT e defende partido de Marina (Foto: Pedro Fran�a)

247 - Em entrevista ao jornal O Globo, o senador Jorge Viana (PT-AC) fez várias críticas a seu próprio partido. Ele criticou a tramitação, neste momento, da proposta de emenda constitucional que limita poderes do STF, defendeu o espaço para a criação da Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, e apontou falhas até na articulação política do governo Dilma. Confira abaixo:

O partido de Marina

"O Rede Sustentabilidade é algo novo, que vem legitimado em movimentos sociais e que se soma ao esforço de resgatar o respeito dos partidos e da política. O surgimento de um partido que traz uma liderança como a Marina é legítimo e tem que ser até saudado. Qualquer tentativa de mexer em regras que afetem candidaturas como de Marina ou de Eduardo (Campos, do PSB) não nos diz respeito, porque estamos governando o Brasil, e bem. Se a gente erra a mão nisso, a gente torna vítima quem não é, e nos distanciamos daquilo que a gente sempre defendeu."

A PEC 33, que limita poderes do STF

"Acho que é absolutamente legítimo se querer alterar a qualificação desses votos (do Supremo) para algumas matérias. Só que este momento é inadequado para tratarmos disso. Não é bom, ainda mais no ambiente em que temos vivido, fazer um acirramento na relação entre os poderes. Isso tem feito mal ao país. Há absoluta deficiência de interlocução entre os poderes em Brasília, e há temas que exigem posicionamentos duradouros, que pensem a República."

Articulação política do governo

"O PT mudou o Brasil, seus indicadores sociais, criou base para o crescimento, incluiu mais de 40 milhões de pessoas. Nossa agenda histórica está sendo implementada. Agora, naquilo em que nós sempre fomos tidos como bons, que é no fazer política, estamos surpreendendo negativamente. Eu comparo o PT à seleção brasileira: é tida como a melhor do mundo, mas, de vez em quando, joga como perna de pau e toma chocolate. A ministra Ideli (Salvatti, de Relações Institucionais) precisa de mais apoio. Precisamos ter uma relação melhor com os aliados, e isso tem que ser feito com profissionalismo. É de um amadorismo surpreendente o trato que a gente dá para estratégias da política."

Riscos à reeleição

"A presidente Dilma surpreendeu positivamente nestes dois primeiros anos e tem grande apoio popular. São enormes as condições para que seja reeleita. Mas, para que isso aconteça, não podemos errar muito, principalmente no governo. A reeleição depende mais da gente do que dos arranjos da oposição, que foi quem de fato antecipou as eleições. Agora eles fazem um movimento que é novo, mas esperado, que é o de se reunir com os que foram aliados nossos e que se dispõem a fazer um enfrentamento com o projeto que ajudaram a construir."

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247