Juiz da Lava Jato amigo de Moro manda tirar processo contra Dallagnol do CNMP

O juiz Nivaldo Brunoni, amigo de Moro e que atuou na Lava Jato, determinou que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) retire da pauta de julgamentos procedimento administrativo contra o procurador Deltan Dallagnol que seria analisado nesta terça

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz Nivaldo Brunoni, da Justiça Federal do Paraná, determinou que o Conselho Nacional do Ministério Público retire da pauta de julgamentos procedimento administrativo contra o procurador Deltan Dallagnol que seria analisado nesta terça (27). A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo. 

Ele acatou argumento da defesa do chefe da forca-tarefa de Curitiba, que disse não ter tido tempo de elaborar suas alegações finais.

A reportagem ainda informa que Brunoni é descrito na mídia local como amigo do ex-juiz Sergio Moro e atuou em casos da Lava Jato. Foi dele a ordem de execução da sentença do ex-presidente Lula, por exemplo.

Na ação, os advogados de Deltan dizem que o procurador mudou sua banca de defesa e que os novos contratados não tiveram tempo de produzir as alegações finais dele no processo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247