Juventude do PT aponta desafios e pede “renovação”

Em carta entregue ao ex-presidente Lula e à Executiva Nacional do partido, Secretaria Nacional de Juventude do PT, presidida por Jefferson Lima, pede que se denuncie e combata o "golpismo" promovido por parte da oposição e da mídia e defende as conquistas sociais dos últimos 12 anos; mas ressalta que é necessário reconhecer que "cometemos erros, e que após 35 anos precisamos de um vigoroso processo de renovação do nosso partido"

Em carta entregue ao ex-presidente Lula e à Executiva Nacional do partido, Secretaria Nacional de Juventude do PT, presidida por Jefferson Lima, pede que se denuncie e combata o "golpismo" promovido por parte da oposição e da mídia e defende as conquistas sociais dos últimos 12 anos; mas ressalta que é necessário reconhecer que "cometemos erros, e que após 35 anos precisamos de um vigoroso processo de renovação do nosso partido"
Em carta entregue ao ex-presidente Lula e à Executiva Nacional do partido, Secretaria Nacional de Juventude do PT, presidida por Jefferson Lima, pede que se denuncie e combata o "golpismo" promovido por parte da oposição e da mídia e defende as conquistas sociais dos últimos 12 anos; mas ressalta que é necessário reconhecer que "cometemos erros, e que após 35 anos precisamos de um vigoroso processo de renovação do nosso partido" (Foto: Gisele Federicce)

247 – A Secretaria Nacional de Juventude do PT entregou uma carta ao ex-presidente Lula e à Executiva Nacional do partido em que aponta desafios da nova geração de petistas. O texto afirma que é preciso combater o "golpismo" promovido por parte da oposição e da mídia e defender as conquistas sociais dos últimos 12 anos.

"Acreditamos que os desafios colocados atualmente exigem ousadia, e que faz parte das tarefas históricas da nossa geração disputar de maneira unificada os rumos deste que é um dos maiores partidos de esquerda do mundo", diz trecho do texto. A Secretara pontua, no entanto, que é preciso admitir que o partido cometeu erros e defende uma "renovação" num momento considerado "gravíssimo".

"Se é verdade que há uma campanha insidiosa, sem trégua e inescrupulosa contra o PT, também é necessário que reconheçamos que cometemos erros, e que após 35 anos precisamos de um vigoroso processo de renovação do nosso partido. Não podemos dar nenhum motivo para que a direita e a mídia monopolista nos ataque, ainda que injustamente. Cada vez mais teremos que nos basear na máxima de que a prática é o critério da verdade. O momento é gravíssimo, e nos alarma que muitos não tenham percebido o alcance da crise econômica, política e ética que vivenciamos", diz a carta.  

Leia abaixo a íntegra: 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247