Kassab quer ser JK

Prefeito de So Paulo registrou o domnio www.jk.org.br, depois de ter se apropriado da sigla PSD

247 – Depois de registrar um partido com o mesmo nome e sigla do histórico PSD do ex-presidente Juscelino Kubistcheck, o prefeito Gilberto Kassab agora aparece como responsável pelo domínio www.jk.org.br na empresa que coordena os registros de internet no Brasil. A descoberta foi divulgada hoje no site do colunista Cláudio Humberto Rosa e Silva, de Brasília. “Talvez ele mude o nome para Jilberto com J”, divertiu-se o jornalista.

Kassab, porém, está longe de carregar uma imagem à altura do prestígio do ex-presidente que fundou Brasília. Sua administração merece nota vermelha da população, segundo apurou recente pesquisa do Instituto Datafolha. O prefeito obteve nota de 4,6 numa escala de zero a dez. Além disso, aumentou para 43% o porcentual dos cidadãos que consideram sua gestão ruim ou péssima. Kassab, com efeito, não está conseguindo cumprir promessas fundamentais feitas durante a última campanha eleitoral. Ele disse, por exemplo, que iria construir três hospitais em bairros da periferia, mas até agora nenhum deles saiu do papel. Dos 60 quilômetros de corredores de ônibus que ele anunciou que iria fazer, igualmente nenhum quilômetro saiu do papel até agora. Investimento municipal no Rodoanel, a principal obra viária em torno da capital paulista, também é, neste momento, zero. Outra briga que ele parece estar abrindo mão é a contra as enchentes. São Paulo já chegou a apresentar 59 pontos de alagamento, com 31 intransitáveis, nas últimas chuvas, índice substancialmente maior do que o verificado em anos anteriores. Há cálculos que indicam que a cidade deveria ter mais 91 piscinões para combater as cheias, mas o município já admite que não irá conseguir alcançar essa meta. “Não há prefeito, numa cidade como São Paulo, que possa chegar e dizer que vai resolver”, diz Kassab.

Enquanto as grandes obras não andam, o prefeito também está enrolado na área social. Entre 2008 e 2010, sua administração aumentou em 19% a oferta de vagas na rede de ensino municipal, mas no mesmo período a fila de mães em busca da colocação para seus filhos cresceu 74%. O mesmo fenômeno ocorre em relação às creches municipais. A demanda cresceu de 57,6% em 2008 para 100,4% em 2010. Isso significa que seria preciso dobrar o número de vagas disponível atualmente nas creches municipais para atender as famílias que as procuram. Um de seus projetos mais vistos, o Nova Luz, que prometia revitalizar uma região do centro da cidade infestada por usuários de crack, conhecida como cracolândia, naufragou. Do Cidade Limpa, a partir do qual ele ergueu sua plataforma de reeleição, ao comandar grupos de fiscalização contra out doors e propagandas exageradas, restou mais a lembrança: hoje a cidade está toda pontuada por um serviço de coleta de lixo deficiente, que deixa expostos por horas a fio, nas principais ruas e avenidas da cidades, centenas de pilhas de sacos de lixo.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247