Lobão garante preço do combustível

O ministro das Minas e Energia afirma que etanol (que subiu 31% neste ano) custar menos em alguns dias

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rodolfo Borges_247, de Brasília – O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu nesta sexta-feira que o preço dos combustíveis não vai subir. Pelo contrário. “Posso garantir que o preço do etanol cairá na próxima semana”, disse Lobão após reunião de mais de três horas com a presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada. O ministro se baseia nos níveis de abastecimento brasileiros para bancar a queda do preço. “A partir da próxima semana a oferta será muito maior e, como conseqüência, a tendência é uma queda crescente nos preços do etanol”, disse. Na reunião com a presidente, ficou decidido que a Petrobras vai aumentar sua participação na produção do etanol de 5% para até 15% nos próximos quatro anos, para evitar oscilações no preço do combustível.

As manifestações contra o aumento dos preços dos combustíveis têm se espalhado pelo Brasil. Em Brasília, um grupo de motoristas saiu pelos postos de abastecimento da cidade em comboio na última quinta-feira para abastecer seus veículos com apenas R$ 0,50, como forma de protesto contra os preços, que já ultrapassaram R$ 3 o litro em vários revendedores. “Não haverá alteração no preço dos combustíveis enquanto o preço do barril internacional estiver em torno desses patamares que conhecemos. Não se cogita, portanto, aumento dos patamares dos combustíveis”, garantiu Lobão.

Na saída da reunião, o ministro também comentou os avanços na construção da usina de Belo Monte, que vem sendo alvo constante de protestos. “Temos projetos e metas e vamos cumpri-los”, disse. “Estamos convencidos de que se trata de uma obra de grande interesse nacional e que precisa ser tocada dentro do cronograma”, completou, acrescentando que a hidrelétrica dispensará o funcionamento de termelétricas, que são mais poluentes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email