Lula 2018 enfrentará mídia e Judiciário

Plano A do PT para a sucessão presidencial em 2018, ex-presidente começa a construir a narrativa para a sua eventual candidatura; foi o que ele fez na entrevista da semana passada, na qual anunciou processos contra jornalistas e representantes do Judiciário que o ofenderem; na sexta, Lula anunciou processo contra o tucano João Doria e deve também representar contra o procurador Cássio Conserino; o ex-presidente decidiu reagir porque sabe que setores da mídia e do Judiciário serão principais obstáculos ao seu retorno

Plano A do PT para a sucessão presidencial em 2018, ex-presidente começa a construir a narrativa para a sua eventual candidatura; foi o que ele fez na entrevista da semana passada, na qual anunciou processos contra jornalistas e representantes do Judiciário que o ofenderem; na sexta, Lula anunciou processo contra o tucano João Doria e deve também representar contra o procurador Cássio Conserino; o ex-presidente decidiu reagir porque sabe que setores da mídia e do Judiciário serão principais obstáculos ao seu retorno
Plano A do PT para a sucessão presidencial em 2018, ex-presidente começa a construir a narrativa para a sua eventual candidatura; foi o que ele fez na entrevista da semana passada, na qual anunciou processos contra jornalistas e representantes do Judiciário que o ofenderem; na sexta, Lula anunciou processo contra o tucano João Doria e deve também representar contra o procurador Cássio Conserino; o ex-presidente decidiu reagir porque sabe que setores da mídia e do Judiciário serão principais obstáculos ao seu retorno (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – De olho nas eleições de 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa a construir a narrativa para a sua eventual candidatura. Ele é a aposta principal do PT, que espera entrar mais competitivo na próxima disputa.

Na ofensiva, Lula se mostrou mais combativo do que nunca na entrevista concedida a jornalistas na semana passada, segundo análise do colunista Raymundo Costa. Disse que não vai mais deixar passar batido acusações contra ele e anunciou processos contra jornalistas e representantes do Judiciário que o ofenderem.

Na sexta, Lula anunciou processo contra o tucano João Doria, após o empresário dizer que pediria a Sérgio Moro para adiar a prisão do ex-presidente na Lava Jato, insinuando ter ascendência sobre o juiz. Também deve representar contra o procurador Cássio Conserino, que disse ter provas contra Lula por ocultação de bens.

O ex-presidente decidiu reagir porque sabe que setores da mídia e do Judiciário serão principais obstáculos ao seu retorno. Ele tem reforçado a defesa do PT e disse que vai participar ativamente da campanha pela reeleição do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) – leia mais.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247