Lula diz que Lava Jato foi criada para entregar o petróleo do Brasil aos EUA

“Criaram a Lava Jato para entregar o nosso petróleo, é uma vergonha”, disse o ex-presidente. Quando questionado sobre progressão de pena por idade, leituras e bom comportamento, algo que Lula já tem direito, ele afirmou que não irá solicitar. “Não vou pedir, porque quero minha inocência. Quero sair daqui 100% inocentado”, disse

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Carta Capital – O ex-presidente Lula, preso em Curitiba pela Operação Lava jato, concedeu, nesta sexta-feira 16, uma entrevista ao jornalista Bob Fernandes, que foi exibida pela TV Educação da Bahia. Ao comentar sobre os recentes episódios da operação Lava Jato, o petista acredita que a intenção da operação é entregar o petróleo do Brasil aos EUA.  “Criaram a Lava Jato para entregar o nosso petróleo, é uma vergonha”, enfatizou o político.

Essa é a primeira vez que uma televisão pública entrevista o ex-presidente, que comentou sobre a atuação de Moro, Dallagnol e Bolsonaro. Para Lula, o país passa por uma destruição de caráter. ” O que mede a qualidade de uma nação não é o tamanho do território, mas sim  a qualidade de vida das pessoas.  Enquanto isso, o presidente fica fazendo palhaçada o tempo inteiro, isso é inaceitável”, analisou o petista.

Quando questionado pelo jornalista sobre progressão de pena por idade, leituras e bom comportamento, algo que Lula já tem direito, ele afirmou que não irá solicitar.  “Não vou pedir, porque quero minha inocência. Quero sair daqui 100% inocentado”, disse.

Leia a íntegra na Carta Capital

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email