Lula e Delcídio serão interrogados em fevereiro

No despacho proferido na quinta­feira (13), o juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou a intimação dos réus para comparecem ao interrogatório; em julho, com o recebimento da denúncia, além de Lula e de Delcídio, também passaram à condição de réus no mesmo processo o ex­controlador do Banco BTG André Esteves, Diogo Ferreira, ex­chefe de gabinete de Delcídio; o empresário José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai; e o advogado Edson Ribeiro

No despacho proferido na quinta­feira (13), o juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou a intimação dos réus para comparecem ao interrogatório; em julho, com o recebimento da denúncia, além de Lula e de Delcídio, também passaram à condição de réus no mesmo processo o ex­controlador do Banco BTG André Esteves, Diogo Ferreira, ex­chefe de gabinete de Delcídio; o empresário José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai; e o advogado Edson Ribeiro
No despacho proferido na quinta­feira (13), o juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou a intimação dos réus para comparecem ao interrogatório; em julho, com o recebimento da denúncia, além de Lula e de Delcídio, também passaram à condição de réus no mesmo processo o ex­controlador do Banco BTG André Esteves, Diogo Ferreira, ex­chefe de gabinete de Delcídio; o empresário José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai; e o advogado Edson Ribeiro (Foto: Realle Palazzo-Martini)

247 – O interrogatório do ex­presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do ex­senador Delcídio do Amaral e de mais cinco acusados pelo crime de obstrução das investigações da Operação Lava­Jato na Justiça Federal está marcado para fevereiro do ano que vem. No despacho proferido na quinta­feira (13), o juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou a intimação dos réus para comparecem ao interrogatório. As testemunhas arroladas na ação penal serão ouvidas a partir do mês que vem.

Em julho, com o recebimento da denúncia, além de Lula e de Delcídio, também passaram à condição de réus no mesmo processo o ex­controlador do Banco BTG André Esteves, Diogo Ferreira, ex­chefe de gabinete de Delcídio; o empresário José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai; e o advogado Edson Ribeiro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247