Lula lidera no Amazonas, com mais de 47% das intenções de voto

O ex-presidente tem mais de 10 pontos percentuais de vantagem para Jair Bolsonaro entre os eleitores amazonenses, de acordo com o instituto Diário de Pesquisa

www.brasil247.com - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: REUTERS/Andressa Anholete)


Por Álisson Castro, D24AM - Pesquisa do INSTITUTO DIÁRIO DE PESQUISA (IDP) aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a preferência dos eleitores do Amazonas com 47,5% das intenções de votos, seguido ao atual presidente Jair Bolsonaro (PL) que tem 36,3% dos votos no Estado. A diferença entre os dois é de 11,2%.

Ciro Gomes aparece em terceiro lugar, distante dos primeiros colocados, com 4,8% da preferência dos eleitores do Amazonas.

O levantamento indica ainda que Simone Tebet (MDB) tem 2,6% dos votos, seguidos de João Doria (PSDB), com 2%; André Janones (Avante), 1,6%; e Felipe d’Avila (Novo), com 0,7%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os eleitores que responderam não votar em nenhum candidato somam 2,3%. Por sua vez, os votos branco ou nulo totalizam 1,2% e 1% não sabem ou não responderam à pesquisa. Os dados indicam a pesquisa estimulada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Se considerarmos apenas os votos válidos (sem os brancos ou nulos), o ex-presidente Lula alcança o índice de 47,9% e Jair Bolsonaro 38%, no primeiro turno das eleições.

De acordo com o levantamento, o atual presidente Jair Bolsonaro é o mais rejeitado entre os amazonenses, com 40,7% das pessoas responderam que não votariam em Bolsonaro. O ex-presidente Lula é o segundo mais rejeitado, com 31,1% de entrevistados respondendo que não votar em Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 A pesquisa IDP ainda ouviu os eleitores sobre em quem votariam em eventual segundo turno do pleito. Se a disputa de segundo turno ocorrer entre Lula e Bolsonaro, o petista teria 52,4% dos votos dos eleitores amazonenses e Bolsonaro, 39,7%.

Levantamento também quis saber os eleitores como avaliam a avaliação da gestão de Jair Bolsonaro frente à presidência da República. Para 28,5% dos entrevistados, o governo de Bolsonaro é ‘péssimo’; 11,9% consideram o atual governo ‘ruim’; 26,3% avaliam a gestão do governo federal ‘regular’. Ainda segundo a pesquisa, 19,9% dos entrevistados, avaliam atual gestão de Jair Bolsonaro como ‘bom’ e, para 12,6%, o governo atual é ótima.

Quanto à avaliação do governo de Jair Bolsonaro, quem considera o governo “ótimo ou bom” soma 32,5%, e quem acredita que a atual gestão é “ruim ou péssima” soma 40,4%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Coordenada pelo professor doutor Edmilson de Araújo Silva, matemático e consultor estatístico, a pesquisa ouviu 1,8 mil eleitores em todo Estado, entre 27 de abril e 8 de maio. Além da capital, a pesquisa amostral incluiu 14 municípios selecionados por representarem com maior fidedignidade o eleitorado do interior.

O nível de confiança é de 95%, e a margem de erro estimada é de 2,3 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado na Justiça Eleitoral sob a identificação BR-06889/2022.

Para o coordenador da pesquisa Edmilson, os dados indicam que os eleitores, principalmente do interior do Estado, têm boa lembrança da gestão Lula e este deve ser um motivo pela preferência pelo ex-presidente.

“O eleitor do interior ainda está maravilhado com a gestão do governo Lula. O eleitor de hoje acredita que o Lula voltando vai trazer a qualidade de vida que havia nos oito anos em que ele esteve no poder. O eleitor, em geral, está preocupado com ‘dinheiro no bolso’. Por outro lado, Jair Bolsonaro está tendo dificuldade em divulgar os pontos positivos de seu governo”, destacou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email