Lula será julgado por crime de responsabilidade

Decisão pode sair na próxima semana e diz respeito ao envio de cartas a aposentados pelo então ministro Amir Lando, da Previdência, sugerindo que tomassem empréstimos consignados; depois disso, a carteira de crédito do BMG foi de R$ 90 milhões a R$ 280 milhões

Lula será julgado por crime de responsabilidade
Lula será julgado por crime de responsabilidade (Foto: Instituto Lula/Divulgação_José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Além de toda a polêmica envolvendo a defesa do ex-deputado federal Roberto Jefferson, que agora acusa Lula de ser o “mandante” do mensalão, há mais uma casca de banana guardada para o ex-presidente no Judiciário. Nos próximos dias, sairá a sentença de um processo que se desenrola na 13ª Vara Federal e que pode condená-lo por improbidade administrativa. O caso está a cargo do juiz Paulo Cezar Lopes, que foi ouvido pelo jornal Estado de S. Paulo (leia mais aqui).

De acordo com a reportagem de Débora Álvares, a decisão pode sair nos próximos dias, embora o juiz não confirme. “Estou analisando os documentos e tento dar certa prioridade a isso, mas não tenho como me debruçar apenas sobre um caso”, disse o magistrado.

O processo diz respeito a uma carta enviada aos segurados do INSS em 2004, pelo então ministro da Previdência, Amir Lando, que custou R$ 9,5 milhões aos cofres públicos. Nela, informava-se sobre a possibilidade de obtenção de empréstimos consignados. Entre 2003 e 2004, a carteira de créditos do BMG nessa modalidade saltou de R$ 90 milhões para R$ 280 milhões.

Lula e Amir Lando foram acusados de fazer “propaganda gratuita” para o BMG, banco que, ao lado do Rural, emprestou recursos para o PT, mas a Advocacia Geral da União pede o arquivamento do caso, alegando que a carta tinha caráter informativo e que, naquele momento, a instituição financeira tinha como concorrente a própria Caixa Econômica Federal.

O fato é que, se Lula vier a ser condenado, a sentença acabará sendo usada como argumento a favor da defesa de Jefferson, que pede sua inclusão como réu na Ação Penal 470, como “mandante” do mensalão.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email