Lupi reassume presidência do PDT

Ex-ministro do Trabalho vai coordenar a definio das candidaturas e alianas da sigla nas eleies municipais deste ano

Lupi reassume presidência do PDT
Lupi reassume presidência do PDT (Foto: CELSO JUNIOR/Agência Estado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um mês após deixar o comando do Ministério do Trabalho sob denúncias de irregularidade, Carlos Lupi reassume hoje a presidência nacional do PDT. O ex-ministro retoma o cargo nesta tarde, em reunião da Executiva Nacional do partido no Rio de Janeiro. De volta à direção nacional da legenda, Lupi vai coordenar a definição das candidaturas e alianças da sigla nas eleições municipais deste ano.

Lupi teve de se licenciar da presidência do partido por determinação da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, que considerou inconciliáveis o cargo de ministro e o comando da legenda.

Agora, fora do ministério, Lupi decidiu reassumir o cargo, enfrentando um grupo de oposição interna que defende que o deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ) assuma a direção da legenda. A reunião de hoje para que Lupi reassumisse o comando da legenda foi convocada pelo secretário-geral do partido, Manoel Dias.

Após declarações polêmicas de que só deixaria o cargo "a bala", o ex-ministro do Trabalho sucumbiu à sucessão de denúncias e divulgou nota oficial pedindo demissão do cargo no último dia 4 de dezembro.

Lupi foi acusado de firmar convênios irregulares à frente da pasta, tráfico de influência e, ainda, de ter sido funcionário fantasma da Câmara dos Deputados por seis anos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email