Maia admite que mercado financeiro dita a agenda da Câmara

Presidente da Câmara,Rodrigo Maia (DEM-RJ) não se envergonhou em admitir nesta terça-feira, 30, que quem comanda a Câmara dos Deputados é o mercado financeiro; “A agenda da Câmara, em sintonia com a do presidente Michel Temer, tem como foco o mercado, o setor privado”, afirmou Maia, ao discursar no Fórum de Investimentos Brasil 2017, em São Paulo; em seguida, Maia repetiu que a “Câmara vai manter a defesa da agenda do mercado"

rodrigo maia
rodrigo maia (Foto: Aquiles Lins)

247 - O presidente da Câmara,Rodrigo Maia (DEM-RJ) não se envergonhou em admitir nesta terça-feira, 30, que quem comanda a Câmara dos Deputados é o mercado financeiro. 

“A agenda da Câmara, em sintonia com a do presidente Michel Temer, tem como foco o mercado, o setor privado”, afirmou Maia, ao discursar no Fórum de Investimentos Brasil 2017, em São Paulo. Em seguida, Maia repetiu que a “Câmara vai manter a defesa da agenda do mercado”.

Cotado como um dos favoritos para substituir Temer na eleição sem participação da população, Maia voltou criticar a atual legislação trabalhista e as regras da Previdência Social. “Hoje a Previdência garante privilégios a poucos e prejudica milhões de brasileiros pelo déficit”, afirmou, dizendo em seguida que a reforma da Previdência é o “coração” das reformas do governo Temer.

“Em pouco tempo teremos nova legislação trabalhista e novo sistema de previdência para dar tranquilidade a quem quer investir no Brasil”, disse à plateia de investidores. “Sem a reforma trabalhista, não haverá condições para o setor privado gerar empregos no país.”

Maia observou ainda que o papel da Câmara é garantir a “estabilidade do país” e a aprovação das reformas. “Ao longo do tempo, as coisas vão se colocar no rumo correto e a gente vai conseguir continuar o nosso trabalho. A Câmara vai continuar legislando e não vamos abrir mão da nossa agenda, que é uma agenda de reformas”, disse.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247