Maia diz que DEM se "cacifou" para liderar projeto de Huck para 2022

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que o resultado das eleições municipais irá “cacifar” o DEM para liderar um projeto que tenha o apresentador Luciano Huck como cabeça de chapa no pleito presidencial de 2022

Rodrigo Maia e Luciano Huck
Rodrigo Maia e Luciano Huck (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que o resultado das eleições municipais irá apontar o DEM para comandar uma frente de centro nas eleições de 2022. Segundo ele, o  partido irá se “cacifar” para estar à frente de um projeto que tenha o apresentador Luciano Huck como cabeça de chapa. "O DEM vai se cacifar para comandar esse processo", afirmou, de acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo

Ainda segundo ele, o ex-ministro Sergio Moro não deve participar do “diálogo” sobre o pleito presidencial de 2022. "Acho que ele não faz parte deste ambiente de mais diálogo. Com o Luciano nós não temos nenhum problema”, disse. 

“Luciano está tentando construir esse projeto, o DEM está tentando construir. Todos nós que temos uma linha de pensamento convergente, principalmente do ponto de vista econômico-social, que é uma linha mais, vamos dizer assim, liberal, mais centro-direita”, completou o presidente da Câmara. 

Maia disse ainda, que a frente também deverá abranger os partidos de centro esquerda. Nesta linha, ele citou que o PSB e alguns segmentos do PT e PDT podem migrar para uma composição liderada pelo DEM. Ainda segundo Maia, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) "joga bem conosco". 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247