Maia vai checar 2 milhões de assinaturas das medidas anticorrupção

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou nesta sexta-feira, 17, que vai checar cada uma das 2 milhões de assinaturas de apoio à proposta de iniciativa popular coletadas pelo Ministério Público Federal (MPF); previsão é que a verificação das assinaturas seja feita em três semanas; Maia chegou a um acordo com o ministro Luiz Fux, do STF, que havia determinado que o projeto, que tramitava no Senado, retornasse à Câmara, argumentando que ele não poderia ter sido apresentado como de autoria de deputados  

Rodrigo Maia
Rodrigo Maia (Foto: Aquiles Lins)

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou nesta sexta-feira, 17, que vai checar cada uma das 2 milhões de assinaturas de apoio à proposta de iniciativa popular coletadas pelo Ministério Público Federal (MPF). A previsão é que a verificação das assinaturas seja feita em três semanas.

Maia chegou a um acordo com o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, para validar a aprovação da lei que teve origem nas dez medidas contra a corrupção apresentadas ao parlamento por integrantes do MPF. Os dois tiveram um encontro reservado nesta sexta-feira. 

Ele foi aprovado com uma série de alterações e remetido ao Senado. Em dezembro, Fux ordenou que o pacote das dez medidas voltasse à Câmara, argumentando, entre outras coisas, que ele não poderia ter sido apresentado por deputados.

Fux, na decisão liminar, disse também que o projeto não poderia ter sido desfigurado pela Câmara, que entre outras coisas incluiu crimes de abuso de autoridade na proposta. Elas, no entanto, devem ser mantidas e o projeto enviado enfim ao Senado.

 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247