Manobra de Toffoli em julgamento sobre segunda instância pode deixar Lula preso

Toffoli propõe uma espécie de condenação em 3ª instância, com prisão após a análise dos recursos pelo STJ. Decisão não beneficia Lula, pois ex-presidente já foi condenado pelo STF

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O Supremo Tribunal Federal  (STF) retoma nesta quinta-feira (7) o julgamento sobre a constitucionalidade da prisão após condenação em segunda instância. O ministro Dias Toffoli já defendeu uma espécie de condenação em 3ª instância. Manobra não beneficia o ex-presidente Lula.

A terceira via proposta pelo presidente da Corte propõe a prisão após a análise dos recursos pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). Se Toffoli voltar a defender tal tese, é esperado que isso crie um impasse no julgamento, com cinco votos a favor da segunda instância, cinco contrários e a hipótese do STJ defendida pelo ministro. Para tanto, deverá haver debate entre os ministros sobre qual posição deve prevalecer.

Leia mais na Fórum.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247