Manuela D'Ávila diz que ela e Ciro estarão juntos no 2º turno

Deputada e pré-candidata à Presidência da República Manuela D'Ávila (PCdoB)-RS) disse acreditar que ela ao também pré-candidato Ciro Gomes (PDT-CE) estarão alinhados em um eventual segundo turno das eleições presidenciais deste ano; "Nós somos dois candidatos, a gente vai estar junto no segundo turno", afirmou; ela também defendeu o direito do ex-presidente Lula de disputar as eleições; "Tirar Lula do processo eleitoral é acentuar a crise. Isso é mais uma etapa do golpe", disse

Deputada e pré-candidata à Presidência da República Manuela D'Ávila (PCdoB)-RS) disse acreditar que ela ao também pré-candidato Ciro Gomes (PDT-CE) estarão alinhados em um eventual segundo turno das eleições presidenciais deste ano; "Nós somos dois candidatos, a gente vai estar junto no segundo turno", afirmou; ela também defendeu o direito do ex-presidente Lula de disputar as eleições; "Tirar Lula do processo eleitoral é acentuar a crise. Isso é mais uma etapa do golpe", disse
Deputada e pré-candidata à Presidência da República Manuela D'Ávila (PCdoB)-RS) disse acreditar que ela ao também pré-candidato Ciro Gomes (PDT-CE) estarão alinhados em um eventual segundo turno das eleições presidenciais deste ano; "Nós somos dois candidatos, a gente vai estar junto no segundo turno", afirmou; ela também defendeu o direito do ex-presidente Lula de disputar as eleições; "Tirar Lula do processo eleitoral é acentuar a crise. Isso é mais uma etapa do golpe", disse (Foto: Paulo Emílio)

247 - A deputada e pré-candidata à Presidência da República Manuela D'Ávila (PCdoB)-RS) disse acreditar que ela ao também pré-candidato Ciro Gomes (PDT-CE) estarão alinhados em um eventual segundo turno das eleições presidenciais deste ano.

"Nós somos dois candidatos, a gente vai estar junto no segundo turno", afirmou Manuela após participar de um evento na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. PDT, PCdoB e PSB irão se reunir na próxima terça-feira (6) para discutir uma possível aliança visando montar um bloco na câmara dos Deputados sem a participação do PT.

Manuela disse, ainda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem o direito de disputar o pleito de outubro. "Tirar Lula do processo eleitoral é acentuar a crise. Isso é mais uma etapa do golpe. Porque as saídas da crise pela direita, como as reformas trabalhista e da Previdência, não passam pela democracia", destacou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247