Marina ataca Dilma em palanque tucano no Pará

A ex-candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, aproveitou a sua participação em um ato de de campanha do candidato à reeleição ao Governo do Pará, Simão Jatene (PSDB), para atacar a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff; Marina disse que, ao longo do primeiro turno das eleições presidenciais, foi alvo da campanha "mais mentirosa e agressiva" que já viu na história do país; "As mesmas mentiras e preconceitos que o Collor usou contra o Lula foram usadas três vezes mais, sem dó e sem piedade, contra mim. Nunca imaginei que, depois de tantos anos, os mesmos preconceitos seriam usados pelo PT contra mim", disse

A ex-candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, aproveitou a sua participação em um ato de de campanha do candidato à reeleição ao Governo do Pará, Simão Jatene (PSDB), para atacar a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff; Marina disse que, ao longo do primeiro turno das eleições presidenciais, foi alvo da campanha "mais mentirosa e agressiva" que já viu na história do país; "As mesmas mentiras e preconceitos que o Collor usou contra o Lula foram usadas três vezes mais, sem dó e sem piedade, contra mim. Nunca imaginei que, depois de tantos anos, os mesmos preconceitos seriam usados pelo PT contra mim", disse
A ex-candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, aproveitou a sua participação em um ato de de campanha do candidato à reeleição ao Governo do Pará, Simão Jatene (PSDB), para atacar a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff; Marina disse que, ao longo do primeiro turno das eleições presidenciais, foi alvo da campanha "mais mentirosa e agressiva" que já viu na história do país; "As mesmas mentiras e preconceitos que o Collor usou contra o Lula foram usadas três vezes mais, sem dó e sem piedade, contra mim. Nunca imaginei que, depois de tantos anos, os mesmos preconceitos seriam usados pelo PT contra mim", disse (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ex-candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, aproveitou a sua participação em um ato de de campanha do candidato à reeleição ao Governo do Pará, Simão Jatene (PSDB), para atacar a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff. Marina disse que, ao longo do primeiro turno das eleições presidenciais, foi alvo da campanha "mais mentirosa e agressiva" que já viu na história do país.

"As mesmas mentiras e preconceitos que o Collor usou contra o Lula foram usadas três vezes mais, sem dó e sem piedade, contra mim. Nunca imaginei que, depois de tantos anos, os mesmos preconceitos seriam usados pelo PT contra mim", disparou comparando a sua situação com vivida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 1989, quando este perdeu a disputa presidencial para o hoje senador Fernando Collor.

Mostrando sintonia com o discurso utilizado pelo candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB), Marina afirmou que o governo da presidente Dilma foi marcado por retrocessos em diversas áreas como a demarcação de terras indígenas, combate ao desmatamento, assentamentos agrícolas e, também, na economia. "A Dilma vai entregar um Brasil pior para o Aécio", disse.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247