Marina está mais para errática do que para sonhática, diz vice do PT

Alberto Cantalice, que é responsável também pelas redes sociais do partido, articula ação petista para acelerar desconstrução da candidata do PSB na internet, ressaltando suas "contradições"; "A Marina já é uma contradição em si. Ela vai e volta, avança e recua. Está mais para errática do que para sonhática", criticou Alberto Cantalice

Alberto Cantalice, que é responsável também pelas redes sociais do partido, articula ação petista para acelerar desconstrução da candidata do PSB na internet, ressaltando suas "contradições"; "A Marina já é uma contradição em si. Ela vai e volta, avança e recua. Está mais para errática do que para sonhática", criticou Alberto Cantalice
Alberto Cantalice, que é responsável também pelas redes sociais do partido, articula ação petista para acelerar desconstrução da candidata do PSB na internet, ressaltando suas "contradições"; "A Marina já é uma contradição em si. Ela vai e volta, avança e recua. Está mais para errática do que para sonhática", criticou Alberto Cantalice (Foto: Gisele Federicce)

247 – Equipes responsáveis pelas redes sociais da presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) e coordenadores de comunicação do PT e de partidos aliados articulam um ação que acelere, na internet, a desconstrução da candidata do PSB, Marina Silva, ressaltando suas "contradições".

"A Marina já é uma contradição em si. Ela vai e volta, avança e recua. Está mais para errática do que para sonhática", criticou o vice-presidente do PT e responsável pelas redes sociais do partido, Alberto Cantalice, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

O comitê da reeleição de Dilma pretende bater na tecla de que Marina representa uma candidatura da elite, assim como Aécio Neves, do PSDB. A estratégia visa modificar a percepção que a população tem da candidata. De acordo com pesquisas internas de posse do Planalto, ela é vista como "mulher do povo" e "candidata simples".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247