Mercadante: 'o candidato do PT em 2018 é Lula'

Apontado como um superministro que teria pretensões presidenciais daqui a quatro anos, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, fez questão de afastar essa hipótese logo na largada do segundo governo Dilma; "Ele é o meu candidato, sempre foi. Não tem essa discussão no PT. Quem está no coração da militância do PT é Lula. Eu não tenho essa pretensão e não está no meu horizonte'', disse ele; "Já estou chegando numa fase da vida em que dediquei tudo que podia para fazer o melhor para vida pública e para o país"; definição precoce do candidato atormenta a oposição e reduz o risco de fogo amigo dentro do PT

Apontado como um superministro que teria pretensões presidenciais daqui a quatro anos, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, fez questão de afastar essa hipótese logo na largada do segundo governo Dilma; "Ele é o meu candidato, sempre foi. Não tem essa discussão no PT. Quem está no coração da militância do PT é Lula. Eu não tenho essa pretensão e não está no meu horizonte'', disse ele; "Já estou chegando numa fase da vida em que dediquei tudo que podia para fazer o melhor para vida pública e para o país"; definição precoce do candidato atormenta a oposição e reduz o risco de fogo amigo dentro do PT
Apontado como um superministro que teria pretensões presidenciais daqui a quatro anos, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, fez questão de afastar essa hipótese logo na largada do segundo governo Dilma; "Ele é o meu candidato, sempre foi. Não tem essa discussão no PT. Quem está no coração da militância do PT é Lula. Eu não tenho essa pretensão e não está no meu horizonte'', disse ele; "Já estou chegando numa fase da vida em que dediquei tudo que podia para fazer o melhor para vida pública e para o país"; definição precoce do candidato atormenta a oposição e reduz o risco de fogo amigo dentro do PT (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro Aloizio Mercadante, da Casa Civil, deu uma importante declaração à jornalista Andréia Sadi, da Folha de S. Paulo, que está publicada na edição deste domingo (leia mais aqui). Apontado como um superministro que teria pretensões presidenciais daqui a quatro anos, ele fez questão de afastar essa hipótese logo na largada do segundo governo Dilma. O candidato, diz ele, é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Ele é o meu candidato, sempre foi. Não tem essa discussão no PT. Quem está no coração da militância do PT é Lula. Eu não tenho essa pretensão e não está no meu horizonte'', disse ele.

Mercadante também afirmou ter outro tipo de ambição. "Já estou chegando numa fase da vida em que dediquei tudo que podia para fazer o melhor para vida pública e para o país. Serei avô pela segunda vez na próxima semana, quero ter a chance de viver com meus netos o tempo que não pude viver com meus filhos''.

Essa definição precoce de Lula como candidato é importante para o PT e para a paz interna do próprio governo Dilma. Com o nome já escolhido, reduz-se o risco de fogo amigo e de disputas entre ministros, como aconteceu, na primeira administração de Lula, entre dois potenciais candidatos: José Dirceu e Antonio Palocci. Foi exatamente por isso que o presidente nacional do PT, Rui Falcão, lançou o nome de Lula logo após a vitória de Dilma no segundo turno.

PUBLICIDADE

A candidatura de Lula, que hoje apareceria em primeiro lugar em qualquer pesquisa, também muda a relação com a oposição. Ao criar a perspectiva real de vinte anos de PT no poder, pode forçá-la a buscar novos caminhos, com a adoção de novas políticas públicas, especialmente no campo social. Até porque o discurso udenista, usado nas últimas eleições, não funcionou.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email