Mônica Bergamo: PMDB deve romper mas "governo Temer" vive sua primeira crise

Vice-presidente Michel Temer deve anunciar, no encontro com o ex-presidente Lula, que o PMDB desembarcará de vez do governo da presidente Dilma Rousseff; a saída deve ser oficializada na convenção do partido marcada para dia 29; a colunista ressalta ainda que "governo Temer", que só existirá em caso de impeachment de Dilma, já passa por sua primeira "crise", com declarações do senador José Serra (PSDB-SP)

Vice-presidente Michel Temer deve anunciar, no encontro com o ex-presidente Lula, que o PMDB desembarcará de vez do governo da presidente Dilma Rousseff; a saída deve ser oficializada na convenção do partido marcada para dia 29; a colunista ressalta ainda que "governo Temer", que só existirá em caso de impeachment de Dilma, já passa por sua primeira "crise", com declarações do senador José Serra (PSDB-SP)
Vice-presidente Michel Temer deve anunciar, no encontro com o ex-presidente Lula, que o PMDB desembarcará de vez do governo da presidente Dilma Rousseff; a saída deve ser oficializada na convenção do partido marcada para dia 29; a colunista ressalta ainda que "governo Temer", que só existirá em caso de impeachment de Dilma, já passa por sua primeira "crise", com declarações do senador José Serra (PSDB-SP) (Foto: Roberta Namour)

247 – O vice-presidente Michel Temer deve anunciar, no encontro com o ex-presidente Lula, que o PMDB desembarcará de vez do governo da presidente Dilma Rousseff, segundo a colunista Mônica Bergamo. A saída deve ser oficializada na convenção do partido marcada para dia 29.

Ela ressalta ainda que "governo Temer", que só existirá em caso de impeachment de Dilma, já passa por sua primeira "crise", com declarações do senador José Serra (PSDB-SP).

O vice ficou contrariado o fato de Serra dizer que ele não deveria promover uma caça às bruxas caso assuma a Presidência. "Ele vai falar isso logo do Temer, a pessoa mais apaziguadora do mundo?", disse um aliado.

Num diálogo ríspido, Temer disse a Serra que ninguém fala por ele –o que voltou a repetir em nota oficial lançada nesta segunda (21). Esse mesmo aliado afirmou que o tucano "avançou demais, como se o Temer estivesse conspirando e ele [Serra] fosse o braço da conspiração".

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247