Moraes manda PF apurar suposta ligação de Fernando Holiday com atos golpistas e extremista debocha do fato

O Supremo foi acionado pela bancada feminista da Câmara Municipal de São Paulo sob o argumento de que Holiday incentiva atos golpistas

Vereador Fernando Holiday
Vereador Fernando Holiday (Foto: Afonso Braga (Câmara Municipal de SP))


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (16) que a Polícia Federal adote medidas para apurar a conduta do vereador de São Paulo Fernando Holiday (Novo) em relação a atos antidemocráticos.

De acordo com o G1, o Supremo foi acionado pela bancada feminista da Câmara Municipal de São Paulo sob o argumento de que Holiday incentiva atos golpistas após as Eleições de 2022, atuando por meio das redes sociais, o que pode configurar os delitos de abolição violenta do Estado Democrático de Direito e de incitação ao crime.

continua após o anúncio

Nas redes sociais, o extremista debochou do fato: “Agora pronto, chegou minha vez”.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247