Moro defende FAB e diz que militar traficante é 'ínfima exceção'

Ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro disse que "o militar preso com drogas em Sevilha é uma ínfima exceção em corporação (FAB) que prima pela honra" e que "os fatos serão devidamente apurados pelas autoridades espanholas e brasileiras. Como disse o PR Bolsonaro, não vamos medir esforços para investigar e punir o crime

247 - O minsitro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu a FAB (Força Aérea Brasileira) e disse que o "o militar preso com drogas em Sevilha é uma ínfima exceção" na corporação que prima pela honra".

Ele também prometeu investigação rigorosa sobre o caso. "Os fatos serão devidamente apurados pelas autoridades espanholas e brasileiras. Como disse o PR Bolsonaro, não vamos medir esforços para investigar e punir o crime", publicou no Twitter.

Mais cedo, o general Augusto Heleno, ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), disse que não poderia prever que havia droga dentro da aeronave reserva da previdência, "só se o GSI tivesse bola de cristal para prever". 

O sargento, no entanto, não passou pelo raio-x obrigatório da FAB, sistema básico de segurança.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247