Moro dispara acusações contra Bolsonaro: "comemorou quando Lula foi solto" e "sabotava o que eu fazia"

O ex-juiz parcial disse que pediu demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública por conta da sabotagem que teria sofrido

www.brasil247.com - Sergio Moro e Jair Bolsonaro
Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters | Isac Nóbrega/PR)


247 - O ex-juiz parcial Sergio Moro, pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, disparou novas acusações contra seu antigo aliado Jair Bolsonaro. Em entrevista à Rádio Jovem Pan Paraná, ele afirmou que o chefe de governo comemorou quando o ex-presidente Lula foi solto, em 2019, depois de uma decisão do Supremo Tribunal Federal determinar que uma pessoa só pode ser presa após esgotado os recursos.

Segundo ele, o evento teria beneficiado Bolsonaro "literalmente". “O que a gente sabia é que o Planalto, o presidente comemorou quando o Lula foi solto em 2019 porque ele entendia que aquilo beneficiava ele literalmente. Então, ele não trabalhou para manter a execução em segunda instância”, disse. 

Sabotagem

Moro afirmou que pediu demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública por conta da sabotagem que teria sofrido. “Ele não fez nada disso. Ao contrário, começou a sabotar o que eu fazia. Até que chegou em um momento que eu simplesmente saio [do ministério]”, disse. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email