No Dia do Soldado, comandante do Exército diz ter compromisso com estabilidade e tranquilidade

"Exército tem compromisso com os valores mais nobres da pátria e com a sociedade brasileira". Discurso do comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, vem em um momento de tensão entre os Poderes no qual Bolsonaro, apoiadores e auxiliares próximos falam em "poder moderador" das Forças Armadas, tese rejeitada em decisão liminar do ministro Luiz Fux

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News

Reuters - O comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, disse em discurso durante cerimônia do Dia do Soldado nesta quarta-feira (25) que a força terrestre está comprometida com os anseios da sociedade brasileira por tranquilidade e estabilidade.

"O momento desta justa homenagem aos soldados, que muito contribuíram e contribuem para a unidade e a grandeza do Brasil, nos motiva a reafirmar o compromisso com os valores mais nobres da pátria e com a sociedade brasileira em seus anseios de tranquilidade, estabilidade e desenvolvimento", disse o comandante.

O discurso do comandante do Exército vem em um momento de tensão entre os Poderes no qual o presidente Jair Bolsonaro, apoiadores e auxiliares próximos, como o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general da reserva Augusto Heleno, falam em "poder moderador" das Forças Armadas, tese rejeitada em decisão liminar do ministro Luiz Fux, atualmente presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

PUBLICIDADE

Bolsonaro esteve presente na cerimônia do Dia do Soldado, realizado no Quartel-General do Exército em Brasília, e havia a expectativa de que ele discurssasse, o que acabou por não ocorrer.

Frequentemente o presidente, que foi capitão do Exército antes de entrar na política elegendo-se vereador pelo Rio de Janeiro e, posteriormente, deputado federal antes de sua vitória na eleição presidencial de 2018, menciona seu vínculo com as Forças Armadas e também afirma com frequência que são os militares que garantem a democracia e a liberdade.

PUBLICIDADE

Irritado com decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) desfavoráveis a ele e a apoiadores e em meio a uma campanha de ataques sem fundamento contra o sistema eletrônico de votação, Bolsonaro disse recentemente que poderia atuar fora das quatro linhas da Constituição.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e assista:

PUBLICIDADE


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email