O 3º turno de Serra: “Lula deixou herança perversa”

Ex-governador voltou ao palanque; atacou Lula, Dilma, os aeroportos, o trem bala, a inflao ...; PSDB continua rachado; conveno no conseguiu eleger direo completa em SP

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com informações da Agência Estado – De duas, uma: ou o ex-governador José Serra ainda rumina a derrota das eleições presidenciais de 2010, quando perdeu para a presidente Dilma Rousseff por uma diferença de 12 milhões de votos, ou já começou a campanha para prefeito de São Paulo, cuja eleição acontece no próximo ano. Ele soltou o verbo de oposicionista ao chegar à convenção estadual do PSDB, neste sábado 7, ao lado do governador Geraldo Alckmin. Serra afirmou ver com preocupação a escalada da inflação e considerou a elevação dos preços como uma "herança maldita" do governo do ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva para o Brasil. "Eu vejo com preocupação (a recente alta da inflação). Essa é uma das heranças do governo Lula. Há muitas heranças adversas, é uma verdadeira herança maldita do governo Lula para o Brasil. Governo do qual a presidente (Dilma Rousseff) participava ativamente", disse ele.

O tucano ressaltou que a alta nos preços onera a população mais pobre, em razão da alta nos preços dos alimentos básicos. Serra disse ainda que o governo do ex-presidente Lula trouxe também outras heranças para o Brasil. "A herança da falta de infraestrutura para o País, portos, aeroportos, estradas federais perigosas. Há muita coisa que agora o Brasil está enfrentando e que tem de resolver daqui para diante." O governador voltou a ressaltar que o governo Lula deixou uma "herança muito perversa" para o País.

O ex-governador avaliou ainda que a atual administração federal tem sido "hesitante" em suas realizações. "Uma hora diz uma coisa e outra hora diz outra. Numa terceira hora, diz coisas que na campanha se opuseram." De acordo com ele, o governo do PT tem adotado políticas que criticou durante a campanha presidencial. "Mesmo assim, não estão adotando direito." Serra criticou, ainda o que taxou de projetos megalomaníacos do atual governo, citando como exemplo o trem de alta velocidade (trem bala). "E no meio disso tudo, ainda vêm com projetos megalomaníacos, sem pé e nem cabeça, como é o caso do trem bala."

Serra disse que uma eventual fusão de sua legenda com o DEM, conforme citou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, é difícil até no longo prazo. Serra chegou à convenção acompanhado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Os dois chegaram no mesmo veículo.

Na convenção tucana, o deputado estadual Pedro Tobias foi escolhido o novo presidente do PSDB de São Paulo. A composição da Executiva estadual da sigla, contudo, será definida apenas na próxima quinta-feira (dia 12), em reunião marcada às 19 horas na sede regional da legenda. Houve uma tentativa de unir as correntes tucanas, divididas entre os aliados do governador Alckmin e os simpatizantes de Serra, numa reunião com lideranças do partido. Mas foi m vão.

O motivo do adiamento é o impasse em torno da secretaria-geral, disputada pelo atual secretário César Gontijo e pelo deputado federal Vaz de Lima. Um dos aliados de Alckmin, presentes na reunião realizada hoje na Assembléia, informou que a bancada estadual abriu mão da primeira secretaria, a fim de que o cargo possa ser oferecido a um dos dois pleiteantes. Ao saber da opção que seria oferecida, Gontijo disse à Agência Estado que "está fora de cogitação" aceitar o cargo de primeiro secretário. Ele ressaltou que vai insistir em sua recondução à secretaria-geral.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email