O pastor e o racismo

Jair Bolsonaro no est sozinho na Cmara dos Deputados. Conhea as prolas do preconceito de seu colega, o pastor Marco Feliciano



Fernando Porfírio - A intolerância racial e sexual ganhou mais um adepto na Câmara dos Deputados. Depois de Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi a vez do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP). Pastor evangélico, Feliciano causou indignação ao afirmar em sua página no Twitter que os africanos são descendentes de um “ancestral amaldiçoado por Noé” e que por isso sobre a África repousa maldições como o paganismo, misérias, doenças e fome. Segundo ele, na África aconteceu “possivelmente o primeiro ato de homossexualismo da história”. “A maldição de Noé sobre canaã toca seus descendentes diretos, os africanos”, escreveu o dublê de pastor e deputado Marco Feliciano. “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é a polemica. Não sejam irresponsáveis twitters rsss”, completa a mensagem postada pelo deputado.

“A maldição que Noé lança sobre seu neto, Canaã, respinga sobre continente africano, daí a fome, pestes, doenças, guerras étnicas”, afirmou em outra mensagem o pastor evangélico. “A podridão dos sentimentos dos homoafetivos levam ao ódio, ao crime, a rejeição”, disse Feliciano. Assustado com a reação, o deputado passou a se desculpar pela rede. “Sou cristão, não sou homifobico (sic) nem racista. Tenho nojo de racismo e de preconceito”, postou no twitter. “Meu padrasto é afrodescendente, meus tios são também, primos, ou seja, minha família é. Torna-se desumano afirmarem ou questionarem esse assunto”, completou nas mensagens. 

Em seguida pediu para não ser comparado com o deputado federal Jair Bolsonaro. “Não me associem ao caso Bolsonaro, mais uma vez afirmo, não sou racista, muito menos preconceituoso e emendo sou contra ditadura e tortura”, disse. Bolsonaro nfrenta representações na Câmara por racismo e homofobia. No programa CQC, Bolsonaro foi perguntado pela cantora Preta Gil se ele permitiria que seu filho namorasse uma negra. Respondeu: “Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados”.

O deputado pastor também usou o púlpito para se defender. Durante um culto na igreja da Assembléia de Deus da Família, na cidade de Caxias, no Rio de Janeiro, Marco Feliciano disse aos fiéis “que estava travando seu primeiro embate com a mídia brasileira”, com os homoafetivos, “vulgo gays”, e com aqueles que, segundo ele, “não tem compromisso com a família”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Não foi racista”, disse Feliciano. “O caso do continente africano é sui generis: quase todas as seitas satânicas, de vodu, são oriundas de lá. Essas doenças, como a Aids, são todas provenientes da África”, acrescentou. “Noé lançou uma maldição contra o continente africano e por causa disso vírus como o ebola, a aids, além de guerras entre etnias e lideranças facínoras, a fome e a peste aconteçam naquele continente”, explicou, de acordo com sua lógica torta. O deputado pastor conclamou seus seguidores para uma noite de vigília e oração na cidade do Rio de Janeiro, de onde, segundo ele, partiu a campanha de difamação e perseguição contra sua pessoa. E continuou revelando seu pensamento sobre os negros: “Quero contar com os irmãos que são mais queimadinhos do sol para estarem comigo nessa vigília”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marco Feliciano foi eleito deputado federal nas eleições do ano passado, com mais de 211 mil votos. Ele afirma ter 30 mil seguidores no Twitter. “Sou afrodescendente, meu nariz é largo, meu cabelo é crespo”, disse o pastor. “Estão falando até de cassar meu mandato afirmando que sou preconceituoso e racista”, disse. “Que venham. Minha briga aqui é com o diabo e ele vai se lascar comigo”, concluiu.

As pérolas do deputado no Twitter (transcritas literalmente):

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Sendo possivelmente o 1o. Ato de homossexualismo da história. A maldição de Noé sobre canaã toca seus descendentes diretos, os africanos”.

“Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é a polemica. Não sejam irresponsáveis twitters rsss”.

“A maldição q Noe lança sobre seu neto, canaã, respinga sobre continente africano, dai a fome, pestes, doenças, guerras étnicas!”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A podridão dos sentimentos Dos homoafetivos levam ao ódio, ao crime, a rejeição”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email