Olavistas aproveitam falsificações no currículo para derrubar Decotelli e colocar alguém do grupo no MEC

Ala ideológica, ligada a Olavo de Carvalho, tem culpado a Abin, subordinada ao ministro do GSI, general Augusto Heleno, por não ter identificado as inconsistências no currículo que levaram a suspensão da nomeação de Carlos Alberto Decotelli para o MEC

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro e Carlos Alberto Decotelli
Jair Bolsonaro e Carlos Alberto Decotelli (Foto: Marcos Corrêa/PR)


247 - A ala ideológica do governo, ligada ao astrólogo e guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho, vem tentando emplacar um novo nome para o comando do Ministério da Educação. Movimentação acontece após virem à tona as inconsistências e suspeitas de fraudes no currículo que levaram o governo a suspender a nomeação de Carlos Alberto Decotelli. A informação é do portal G1

A indicação de Decotelli foi uma escolha da ala militar do governo após a saída de Abraham Weintraub e recebeu o aval do ministro da Casa Civil, Braga Netto, e do ministro do Gabinete de Segurança Institucional(GSI), Augusto Heleno. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após as denúncias de fraudes se tornarem públicas, integrantes da ala ideológica estariam culpando a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), que é subordinada ao GSI, por não ter identificado as inconsistências no currículo de Decotelli. Com isso, a ala ideológica espera voltar a ganhar o espaço que havia sido perdido com a indicação feita pelos militares próximos a Bolsonaro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email