Outro peixe na cachoeira goiana: é Cavendish

Bicheiro Carlos Cachoeira, preso na Operao Monte Carlo, tambm intermediava interesses da carioca Delta Engenharia, do empreiteiro Fernando Cavendish, junto ao governo do tucano Marconi Perillo; escndalo cresce a cada instante

Outro peixe na cachoeira goiana: é Cavendish
Outro peixe na cachoeira goiana: é Cavendish (Foto: Divulgação)

247 – Aos poucos, começam a aparecer novos peixes na rede da Operação Monte Carlo, que, dias atrás, prendeu o bicheiro Carlos Cachoeira. Além das relações políticas, que incluíam o governador de Goiás, Marconi Perillo, do PSDB, e o senador Demóstenes Torres, do DEM, Cachoeira também mantinha bons contatos empresariais. Um dos principais era com a empreiteira Delta Engenharia, do carioca Fernando Cavendish. De acordo com o inquérito, Cachoeira mantinha negócios informais com Claudio Abreu, diretor da Delta. E, segundo as investigações da Polícia Federal, abria portas no governo goiano.

Cavendish é um emergente no mundo da construção pesada. Cresceu muito nos últimos anos, partindo do Rio de Janeiro, a partir de boas relações construídas com políticos de vários partidos, como José Dirceu, Valdemar Costa Neto e Sérgio Cabral. Recentemente, ele esteve presente no noticiário, quando seu helicóptero caiu na Bahia.

Em Goiás, a relação com o governo acontecia na Agência Goiânia de Transporte e Obras, autarquia responsável pelos maiores projetos do Estado. Os facilitadores eram Carlinhos Cachoeira e o tucano Wladimir Garcez, ex-presidente da Câmara Municipal, que também foi preso na Operação Monte Carlo.

A Delta informou que "não foi e nem é objeto da investigação" e disse que adotará medidas para "tomar conhecimento do inteiro teor do inquérito". Marconi Perillo, no entanto, admitiu em entrevista ao jornal O Popular, o maior de Goiânia, que pode ter recebido doações de campanha da Delta (leia mais aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247