Para Ciro, manifesto de Bolsonaro é a “mentira do Hitler”

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) afirmou que o manifesto feito pela campanha de Jair Bolsonaro (PSL) – no qual ele pretende se desfazer da fama de antidemocrata, além de se comprometer em combater o fascismo e a misoginia que tem caracterizado sua campanha – é "mentiroso"; "O candidato (Jair Bolsonaro) tem declarações óbvias segregando mulheres, LGBTIs, negros. Um vice que diz que é profissional da violência. (O manifesto) é tudo mentira. É a mentira do Hitler", disparou

Para Ciro, manifesto de Bolsonaro é a “mentira do Hitler”
Para Ciro, manifesto de Bolsonaro é a “mentira do Hitler”

247 - O presidenciável Ciro Gomes (PDT) afirmou que o manifesto feito pela campanha do também candidato ao Planalto Jair Bolsonaro (PSL) – no qual ele pretende se desfazer da fama de antidemocrata, além de se comprometer em combater o fascismo e a misoginia que tem caracterizado sua campanha – é "mentiroso". "O candidato (Jair Bolsonaro) tem declarações óbvias segregando mulheres, LGBTIs, negros. Um vice que diz que é profissional da violência. (O manifesto) é tudo mentira. É a mentira do Hitler", disparou Ciro.

"Quando Hitler viu o erro do golpe que tentou, ele saiu da cadeia, escreveu um livro e aceitou, na retórica, o parlamento", relembrou Ciro. O pedetista, que participou de um ato de campanha em Madureira, na zona norte do Rio, afirmou, ainda, que como deputado eleito pelos fluminenses, "Bolsonaro nunca fez nada pelo Rio".

"Sou o único candidato desses que têm competitividade capaz de proteger o Brasil dessa confrontação odienta do antipetismo e do petismo religioso. Essas eleições não são normais, o Brasil está dançando à beira do abismo. As mulheres brasileiras vão salvar mais uma vez a pátria", disse Ciro em referência ao potencial do voto feminino, que tem se mobilizado contra a misoginia representada pelo candidato de extrema direita.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247