Parente nega querer lugar de Padilha

Pesidente da Petrobras, Pedro Parente, tem negado a interlocutores que deseje a chefia da Casa Civil do Governo Michel Temer, cargo ocupado atualmente pelo ministro Eliseu Padilha; nome de Parente vem sendo aventado por assessores próximos de Temer que avaliam que o comando da casa Civil deve ser comandada por alguém com perfil "executivo" e não "político"

Pesidente da Petrobras, Pedro Parente, tem negado a interlocutores que deseje a chefia da Casa Civil do Governo Michel Temer, cargo ocupado atualmente pelo ministro Eliseu Padilha; nome de Parente vem sendo aventado por assessores próximos de Temer que avaliam que o comando da casa Civil deve ser comandada por alguém com perfil "executivo" e não "político"
Pesidente da Petrobras, Pedro Parente, tem negado a interlocutores que deseje a chefia da Casa Civil do Governo Michel Temer, cargo ocupado atualmente pelo ministro Eliseu Padilha; nome de Parente vem sendo aventado por assessores próximos de Temer que avaliam que o comando da casa Civil deve ser comandada por alguém com perfil "executivo" e não "político" (Foto: Paulo Emílio)

247 - O presidente da Petrobras, Pedro Parente, tem negado a interlocutores que deseje a chefia da Casa Civil do Governo Michel Temer, cargo ocupado atualmente pelo ministro Eliseu Padilha. O nome de Parente, segundo a Coluna do Estadão, vem sendo aventado por assessores próximos de Temer que avaliam que o comando da casa Civil deve ser comandada por alguém com perfil "executivo" e não "político".

Parente, que já comandou a Casa Civil no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), entre 1999 e 2002, tem reiterado que a melhor contribuição que poderá dar ao governo do PMDB será permanecer à frente da estatal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247