Parlamentares empressam pesar e se solidarizam com a ex-presidenta Dilma pela morte de sua mãe

O líder do PT, deputado Paulo Pimenta (RS), em nome da bancada na Câmara, expressou as condolências à ex-presidenta Dilma e sua família pela morte de Dilma Jane, que faleceu nesta sábado

(Foto: Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Diversos parlamentares usaram suas redes sociais para manifestar pesar pelo falecimento de Dilma Jane, mãe da ex-presidenta Dilma Rousseff, ocorrido na manhã deste sábado (13), em Belo Horizonte. 

O líder do PT, deputado Paulo Pimenta (RS), em nome da bancada na Câmara, expressou as condolências à ex-presidenta Dilma e sua família nesse momento de tristeza e dor. “Que logo possam reencontrar a paz”, completou.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS), na sua conta no Twitter, resumiu o sentimento dos petistas e de milhares de brasileiros: “Minha solidariedade à sua família e meu carinho especial por Dilma. A despedida é uma hora difícil, conte com as milhões de pessoas que sempre estiveram a seu lado”.

Ao desejar força à ex-presidenta Dilma, a deputada Erika Kokay (PT-DF) escrever em sua conta no Twitter: “Mãe não tem limite. É tempo sem hora Luz que não apaga”. Com essas palavras de Drummond, presto meus sentimentos pela passagem de Dilma Jane… mãe da presidenta Dilma. Força, Coração Valente!”.  ‏

E o deputado João Daniel (PT-SE), ao manifestar o seus pesar e solidariedade à Dilma, lembrou que Dona Dilma Jane foi uma mãe, avó e bisavó amável e dedicada. “Mulher forte que esteve sempre ao lado da companheira Dilma”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247