PEC 241: 99% associam nome de Temer a "golpista"

O governo federal acendeu o alerta com os resultados de uma pesquisa que ele mesmo contratou sobre a PEC 241, que congela os gastos públicos pelos próximos 20 anos: 94% dos internautas consideram a emenda negativa para o Brasil; e impressionantes 99% associam o nome do presidente Michel Temer à palavra golpista quando o assunto é o teto dos gastos; diante do cenário desfavorável, o governo vai investir em uma ofensiva midiática, bombardeando sites e redes sociais com conteúdo favorável ao Projeto de Emenda à Constituição, na semana que vem, uma antes da votação em segundo turno da matéria

PEC 241: 99% associam nome de Temer a "golpista"
PEC 241: 99% associam nome de Temer a "golpista" (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

247 -  O governo federal acendeu o alerta com os resultados de uma pesquisa sobre a PEC 241, que congela os gastos públicos pelos próximos 20 anos, que ele mesmo contratou: 94% dos internautas consideram a emenda negativa para o Brasil. E impressionantes 99% associam o nome do presidente Michel Temer à palavra golpista quando o assunto é a o teto dos gastos, diz a coluna do Estadão.

Diante do cenário desfavorável, o governo vai investir em uma ofensiva midiática, bombardeando sites e redes sociais com conteúdo favorável ao Projeto de Emenda à Constituição, na semana que vem, uma antes da votação em segundo turno da matéria. O objetivo é explicar exaustivamente a "necessidade" do ajuste.

"A pesquisa foi feita pela agência de comunicação Isobar Brasil e analisou 59 mil menções diretas à PEC do Teto no Twitter e Facebook do Palácio do Planalto, no dia 13 de outubro, primeiro dia útil após votação em primeiro turno.

A maioria das menções à PEC foi feita por mulheres de 18 a 34 anos, com ensino superior, situadas nas principais capitais e 'com ávido interesse por informação'." 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247