Pela primeira vez, maioria dos brasileiros defende impeachment de Bolsonaro, revela Datafolha

54% dos eleitores querem a abertura do processo na Câmara dos Deputados, que depende exclusivamente de decisão de Arthur Lira

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News

Levantamento do Instituto Datafolha divulgado neste sábado (10) pela "Folha de S.Paulo" aponta que, pela primeira vez, a maioria dos brasileiros defende abertura de processo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro:

54% são a favor do processo de impeachment na Câmara dos Deputados

42% são contrários à abertura do processo

PUBLICIDADE

4% não sabem

A pesquisa ouviu de forma presencial 2.074 brasileiros com mais de 16 anos, de todas as regiões, nos dias 7 e 8 de julho. 

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

PUBLICIDADE

Na última pesquisa, feita em 11 e 12 de maio, os favoráveis ao impeachment eram 49%, mas estavam empatados tecnicamente com os contrários à iniciativa, que chegavam a 46%. 

Na ocasião, 4% não sabiam.

O Instituto Datafolha começou a questionar os entrevistados sobre o tema em abril de 2020. Pela primeira vez, o número de favoráveis ao processo ultrapassou os contrários.

PUBLICIDADE

No dia 30 de junho, partidos políticos, parlamentares, movimentos sociais e entidades da sociedade civil protocolaram um "superpedido" de impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

O documento foi assinado por 45 pessoas e reúne argumentos apresentados em outros 123 pedidos de impeachment já apresentados à Câmara. O texto atribui a Bolsonaro 23 crimes de responsabilidade.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email